O que ouvi em fevereiro?

4 de março de 2020

Fevereiro acabou e aqui está mais uma mixtape com os artistas que ouvi no mês passado. Simplesmente, uma seleção de músicas que fizeram parte do meu dia a dia de trabalho e momentos de diversão.

Ska Ska Ska

Influenciado por dois artigos, ouvi bastante ska em fevereiro. Primeiro, o Brooklyn Vegan publicou uma lista com 12 discos essenciais para se preparar para o “ska-punk revival”. Entre eles, estava Energy (1989) do Operation Ivy, um clássico que traz a faixa Bankshot.

Eu também li uma entrevista da Aimee, vocalista do The Interrupters, para Kerrang em que ela falou sobre as músicas que mudaram a vida dela. Então, ela indicou Let’s Do Rock Steady do The Bodysnatcher como uma música para ficar feliz quando se está triste.

Assim como, ela revelou que Easy On You é uma das composições que ela tem mais orgulho de ter feito para o The Interrupters. Curiosamente, essa é uma música que sempre me coloca para cima quando me cobro sobre várias coisas que nem tenho controle.

Lançamentos de fevereiro

Father of All…, novo disco do Green Day, não é nada do que eu esperava. No entanto, Take the Money and Crawl foi uma das canções que mais gostei deste trabalho. Apesar da letra não tem nada a ver com nada, a sonoridade é muito boa.

Por outro lado, em fevereiro também saiu Always Tomorrow do Best Coast, um dos discos mais gostosos de ouvir do mês passado. Sem dúvidas, Master of My Own Mind é um dos exemplos de como esse álbum está incrível e recomendo que todos escutem. 

“Barulhos” legais

Como o Corazones Muertos vai abrir os shows da banda sueca The Hellacopters em São Paulo em março, resolvi conhecer mais do trabalho deles. No fim, não me arrependi de ouvir os discos deles. Então, para essa mixtape, escolhi We All Deserve to Smile.

Recentemente, olhando o meu Last.Fm lembrei de uma banda que ouvi muito há uns 10 anos: The Sinks. Esse é um trio lá de Natal que faz um som incrível influenciado pelo rock n’ roll puro. Por exemplo, a música Ignored me arrepia até hoje!

Pop punk, videogames e descanso

Em fevereiro, aproveitei uma promoção da PSN para adquirir o Fifa 20. Contudo, gosto de ter “minha trilha sonora” durante os jogos. Assim, a discografia dos paulistanos da Never Too Late me acompanhou em diversas partidas disputadas com o St. Pauli. Por isso, escolhi Talking to Myself para aparecer na mixtape.

Outro habito “relax” que tenho é ler antes de dormir e para esses momentos sempre escolho uma playlist calma. Recentemente, organizei todas as faixas acústicas do Real Friends e acabei descobrindo a linda Island. Mesmo não tão desplugada, ela é muito bonita.

Por fim, outra banda que acompanha minhas leituras é o The Wonder Years. Então, eles lançaram um EP acústico com faixas de diversas fases em fevereiro. Entre elas está uma das músicas favoritas deles, Hoodie Weather, e ela ficou sensacional.

Bom, essas foram as coisas que ouvi em fevereiro. Até o mês que vem!


Comentários

O Mundo Sem Joey - Comentários